sexta-feira, outubro 13, 2006

Bêbados

Ontem fui sair. Coimbra nocturna, em tempo de Latada, é aquele caos eufórico que mistura caloiros com uma liberdade recém-descoberta com “doutores” que apregoam mais conhecimento do que aqueles que têm e gostam de ensinar. Todos etilizados.
Lá estava eu, com uma amiga perfeitamente inserida no caos e outra amiga que, como eu – choque dos choques! – não costuma beber. Conversámos, rimos, conhecemos não sei quantos caloiros, mas o assunto recorrente era… álcool!
Quanto é que eu aguento; quanto é que os outros aguentam; aquela vez que me diverti tanto a beber até cair; a outra vez que fui parar aos HUC em coma alcoólico… Cansativo!
Sei que as noites de Coimbra, em início de ano lectivo, não podem ter outro assunto: é o único em comum! Eu percebo e perdoo. Mas em todos os outros casos… estou farta!
Aturo bêbados na boa. Não me chateia nada. Rio-me com eles e deles (é impossível não sentir uma certa superioridade sobre pessoas que precisam de beber para se divertir…).
O que eu já não aguento é que o assunto seja sempre o mesmo. Quando estão na presença de alguém que não bebe, fazem questão em falar SEMPRE de álcool! Embora eu não me ponha à parte, parece sempre que fazem questão de me pôr à parte! Nem que seja com a excessiva e descabida preocupação de que eu não me esteja a divertir!
Eu não preciso de beber para me divertir! Eu, se me quiser soltar, solto! Sem recorrer a álcool ou a psicotrópicos! Não preciso deles! E quando não me estou a divertir, não faço fretes! Já não tenho idade para isso! Por isso engulam as vossas inseguranças, bebam à vontade e permitam que os outros se divirtam NÃO BEBENDO!!!

10 comentários:

Anónimo disse...

ora nem mais! tou completamente de acordo contigo.
beijinhos e bom fim de semana

BroTTas disse...

por opção deixei de beber socialmente... e apanho sempre essas secas de conversa... tas careta nao bebes.. nao preciso para me divertir..

Mina disse...

Sim, como se efectivamente fosse preciso beber até cair para o lado para se divertir! E depois, quem é que se lembra do divertido que foi? A ressaca? ;)
Beijocas e bom fim de semana!

The Star disse...

O divertimento para mim não tem nada a ver com o álcool.
Aliás, eu e o álcool não temos uma boa relação. Basta um copinho para que fique alegre. Apenas consigo tolerar um copinho de boa sangria, de resto, mais bebida alguma me passa pela boca.
A diversão reside, principalmente, na boa companhia… o resto é acessório.

João Mãos de Tesoura disse...

Desculpa, mas cheguei aqui com uma secura... tens cerveja? Na Via Latina? Ainda existe? Prefiro a Vinil mas fica longe... e depois tenho de curtir a ressaca na praia! Ah pois é! Mas afinal essa cerveja sai ou não?
Hahahahaha!
Gostei da tua altercação, mas devo dizer-te que tendo vivido em Coimbra nunca encontrei um estudante bêbado, nunca! Os que vi estavam podres de bêbados!
Hahahaha!
Beijos

Anónimo disse...

olá
Ainda te "queixas" da velhinha da Figueira...
:-)

JM

Brunito disse...

Eu bebo não só porque ajuda a libertar a alma, mas acima de tudo porque gosto, sabe-me bem. Às vezes abuso, mas isso também acontece em muitas outras situações a muito boa gente.

De qualquer forma não preciso do alcool para me divertir, penso até que já o demonstrei :D

asdrubal tudo bem disse...

Sei bem o que queres dizer.também nunca bebi alcool nem nunca precisei de o fazer para me divertir.

SoNosCredita disse...

concordo plenamente!

Pierrot disse...

De acordo Gk...

Eu bebo uns copos, ocasionalmente ao fds, acima de tudo com amigos pois encaro um "copo" como um acto social, desde que com conta peso e medida...

Bjos daqui
Eugénio