quarta-feira, fevereiro 28, 2007

Hoje... sinto...

Hoje, agora, sinto que algo de bom existe no futuro.
Hoje, mas só agora.
É um sentimento ténue, fugidio, que desaparece quando me concentro nele.
Sinto-me… acompanhada.
Como se existisse alguém com a mão no meu ombro a sussurrar que tudo vai correr bem… numa voz tão suave e convincente que eu nem ouso duvidar.
Hoje, agora, sinto-o.
Já o senti antes e sei-o verdade.
Perco por ser impaciente.
Debato-me, estrebucho, resisto à inevitabilidade do destino.
Desta vez não.
Quando puser a cabeça no travesseiro será com um sorriso.
Será com a certeza de algo bonito ao virar a esquina…
Boa noite…

16 comentários:

footprints disse...

Boa noite.
Dorme bem.

:)

Rafeiro Perfumado disse...

Já posso tirar a mão do teu ombro? É que está a ficar dormente... ;)

Jotabê disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jotabê disse...

Chama-se a isso biorritmo, ou algo parecido, pelo menos o que está cientificamente provado, o algo parecido, inexplicavelmente há dias que escrevemos post como este e outros há que escrevemos como o de ‘Ando chorona...’ de 5 de Janeiro ou mesmo o seguinte, ‘perdida...?’, de 7 do mesmo mês. Inexplicavelmente, ou nem tanto...

:)

beijoca

Mina disse...

Estranha,emte, também me sinto assim... será algo que anda no ar? :)
Bjs!!!

libertynus disse...

gostava de sentir isso...mas para isso era precisso que se mandasse os governantes todos para a sibéria, em cuecas

stela disse...

Gosto de te "ver" assim! :)
Depois da tempestade vem sempre a bonança... dizem... e nós claro acreditamos! :)
beijinhos

manuel neves disse...

Viva!

Pois! Há dias assim, o pior são os outros... os que não são assim!

Bos Sonhos

Marta disse...

Desejo-te mais uma (entre mtas mais) boa noite... q bom q te sentes assim...
bj

missixty disse...

" Só existem dois dias que não podes fazer nada pela tua vida, ontem e amanhã". Viva o hoje!
beijos missixty

voyeur de blogs disse...

podes ter a certeza
boa noite

Nilson Barcelli disse...

Esse teu sentir é bom.
Todos nós precisamos de âncoras que não sejam amarras. O que poderá ser contraditório.
Viver também é saber gerir âncoras para que não se tornem amarras, mesmo sabendo que o equilíbrio é muitas vezes instável.
Porque o mais fácil está sempre nos extremos: ficar amarrado ou isento de compromissos.
Só que nenhum destes extremos dão prazer à vida.
Só se é verdadeiramente livre quando temos as nossas âncoras sem amarras.
Beijos

*magda* disse...

Boa Noite...
(Fez-me lembrar um filme que adoro "Asas do Desejo" de Wim Wenders)

Patrícia disse...

É bom sentir, ainda que por instantes, que tudo vai bem, que afinal há esperança para um futuro melhor. É bom pensar que não estamos sozinhos, que não precisamos carregar sozinhos as tristezas e até mesmo as alegrias.

Também tenho dias assim. Mas hoje, por acaso, não é um deles.

Gostei do blog. Gostei de ler o que e como escreves. (=

Um beijinho *

Pisces Girl disse...

Acho que para todos nós existe algo de bom no futuro.

Nunca percas a esperança de atingir os teus objectivos.

Beijinhos!

SoNosCredita disse...

também o sinto e também costuma ser muito breve...