terça-feira, março 13, 2007

Tenho medo

Tenho medo. Tenho medo de estagnar. De esquecer como se sonha e de me contentar com migalhas. Assusta-me imaginar que isto é tudo a que posso aspirar.
Ao mesmo tempo que dou graças “a Deus” por não me apetecer cortar os pulsos por aceitar mais uma meta pouco ambiciosa em vez de algo com futuro, aterroriza-me imaginar porque não o faço. Porque não me afronta? Porque aceito sem estrebuchar?
Acabou a idade da inocência? Desisti da ideia utópica de que tenho uma missão? Resignei-me a só querer um cheque ao fim do mês, mesmo que ele não me permita um futuro diferente? Ou apenas aceito a acção em vez do tédio dos dias na certeza de que o MEU tempo virá?
Não o sei.
Sei que lá vou novamente. Mais um carrossel. Mais uma volta para regressar ao ponto de partida. Mais sonhos adiados…

(Pelo sim, pelo não, vou voltar a ver o vídeo do meu último post. Será o meu amuleto.)

7 comentários:

Marta disse...

Compreendo-te, porque tb sinto esse medo de me resignar e ficar menor que eu própria...
Encara essa tua nova etápa como uma preparação (ou mais uma), para aquilo que alcançarás!
bj

Miss Alcor disse...

O pior problema com que me tenho confrontado nos últimos tempos é esse mesmo: o saber que os sonhos nunca se vão realizar. É o saber que não há oportunidades para ninguém, que apenas nos resta perder a inocência e a boa disposição e entrar no mundo dos autómatos..aqueles que vivem e trabalham para pagar as contas!

No entanto é preciso nunca perder a esperança. Dizes que dás "graças a deus por não te apetecer cortar os pulsos" e digo-te porquê: de certeza que tens uma personalidade lutadora e de certeza que ainda acreditas num mundo melhor e de certeza que ainda não largaste os teus sonhos... só isso é meio caminho andado para nunca deixar de acreditar e para garantir que um dia, algo perfeito vai aparecer!

Lindona disse...

Não tenhas medo! Acho que estás consciente dos perigos e que nada de mal te acontecerá. Segue em frente com garra e genica.

Beijinhos muitos

Pepe Luigi disse...

Basta a tua grande lucidez para que ponhas de parte medos e fobias.
A tua forma de pensar demonstra principalmente que ao pensares em ti te preocupas com os outros.

Um beijinho
do Pepe.

Broken disse...

VOLTEI

Desculpa não te comentar, mas penso que ficas contente por saber do meu regresso.

Vista a minha nova "casinha" em

http://conversocomigo.blogspot.com

Voltarei para te ler com calma.

Jinho cheio de saudades. Até breve

Joanne disse...

Com estes 3 posts eu vi tão bem como me identifico contigo... Tenho MEDO também de não conseguir alcançar os meus objectivos e sonhos, e de me ridicularizar a mim própria! É horrivel... ás vezes pergunto-me se vale a pena mesmo estudar, e gastar aquele tempo todo numa coisa que não tenho a certeza se vai valer a pena. Enfim...


Sem nada mais a dizer... foi tudo dito!


Bjos e boa sorte! :)

SoNosCredita disse...

acho que preferia não te perceber tão bem...

de qualquer forma, fiquei contente por saber que, depois do subsídio, vais pelo menos continuar a receber... alguma coisa... e vais estar ocupada*

(se calhar é só disso que se trata, de "anestesiarmos a nossa existência"!)