quinta-feira, abril 27, 2006

Sabedoria popular

Desde que comecei a fazer uma recolha sobre “sabedoria popular” dei-me conta de uma coisa curiosa (ou, talvez, previsível, se pensarmos bem).
Tenho andado a perguntar a toda a gente se conhecem mesinhas, encantamentos, feitiços. A reposta é invariavelmente: “Não. Não sei nada disso”. Mas, quando o dia está mais calmo e a conversa continua, poucos minutos depois já me estão a dar a “receita” da quebra do cobranto, a oração de protecção para a trovoada e a contar histórias sobre aquele parente que “sofreu” um feitiço de amor ou que ia morrendo com um mau olhado...
Então, porquê? Porque é que toda a gente diz que “não sabe nada disso”?
Depois de alguma análise concluí que o problema são as palavras que tenho usado. Não posso falar em encantamentos, mesinhas ou feitiços. Se eu começar por falar de orações, rezas e chás a resposta será diferente, suponho. É que ninguém quer ser associado À bruxaria. À religião... já pode ser...

Religião = bom
Bruxaria = mau

É o resultado de séculos de perseguições!

A verdade é que a “sabedoria popular” mistura as duas de forma bastante eficaz. E quem tem estes conhecimentos está sempre disposto a partilhá-los desde que nos mostremos deveras interessados e não lhes falemos de bruxaria.

PS - Quantas bruxinhas há por aí! Adorava conhecer-vos!!!

2 comentários:

a lice disse...

Realmente, nada como falar de rezas...:) Aí não há quem não saiba!

Mariana disse...

LOL! muitas bruxinhas por aí! Eu tenho dias! Obrigada pelos comentários no meu blog! aparece quando quiseres, quando andares na fase em que actualizas muito o teu blog1 ;)
beijocas