domingo, junho 03, 2007

Determinismo...

Desconfio que existe uma espécie de determinismo na vida. Não me refiro exactamente ao destino – a tal linha condutora que nos leva de um ponto ao outro, mesmo que andemos a perder tempo em atalhos e desvios - refiro-me a uma espécie de palas nos olhos que nos permitem apenas viver de determinada maneira, pensar de determinada forma, imaginar determinados cenários, olharmos o mundo só “daquele ângulo”. Podemos até conhecer outras formas de ver o mundo, mas elas, por muito que tentemos, nunca serão a “nossa” maneira de o ver, o “nosso” cenário, o “nosso” futuro.
Deve haver um motivo pelo qual as seis maiores fortunas do país estão na mão de herdeiros, pessoas que já nasceram com dinheiro, pessoas que não se imaginam sem ele, nem sabem que isso existe. Ou uma razão para que certas pessoas achem que têm direito ao melhor da vida e outras não, porque desconhecem até o que é esse melhor para elas. Ou ainda uma explicação para, não importa quantos esforços faça noutro sentido, eu encontrar sempre empregos de jornalista mal pagos…
Há um certo determinismo nas escolhas e na vida. E haverá também um objectivo oculto nisso… Aguardo conhecê-lo.

9 comentários:

Rafeiro Perfumado disse...

Espero que esse determininsmo não leve à mão apertar o passarinho... e o teu bichano, já apareceu?

Mina disse...

Resta viver... e muitas vezes, é o que basta!
Bjs, boa semana!

Gi disse...

Matéria complicada. Sempre disse que não sou fatalista, não acredito no destino nem em designios superiores, ocultos ...
Fazemos as nossas escolhas o momento é que pode não ser propício. Será importante desperdiçar tempo à procura do objectivo ou aproveitar o tempo que nos resta para o mudar :)
Não são afirmações. São só perguntas :)

Um beijinho

mixtu disse...

não acredito no determinismo, mas no determinar, vejo que continua a novela do teu pensar... yayaya

abrazo europeo

Miss Alcor disse...

É possível que sim... mas acredito que se fizermos pela vida, se lutarmos, as coisas boas acabam por nos acontecer!
Afinal, e Belmiro era filho de um sapateiro pobre!

Carracinha linda! disse...

Concordo contigo. Também acho que existe algum determinismo nas escolhas e na vida.


As escolhas podem nem sempre ser as mais acertadas. Mas com esforço e determinação todos os nossos objectivos acabam por ser alcançados. E enquanto não o forem...há que ir aproveitado o que a vida nos proporciona.

Beijinhos

marco disse...

tadinho do passarinho, com jeitinho!

Ivo disse...

Sinceramente, se esse determinismo existe, ainda que de forma oculta... esse objectivo oculto, chateia-me!!

Porquê essa bipolarização? Porquê uns na mó de cima e outros na mó inferior?!

Determinismo, para mim, sem determinação nenhuma! Por vezes cansa-me e aborrece-me, procurar e lutar por esse objectivo oculto!!

SoNosCredita disse...

:/
ñ temos falado...

*